‘Tenho que começar a namorá-lo agora’, diz Bolsonaro sobre Fux, futuro presidente do STF

0
393

Fux deve assumir um mandato de dois anos como presidente do STF, em setembro do ano que vem, no lugar do ministro Dias Toffoli

Foto: Internet

O Globo

Questionado, na tarde desta quarta (31), sobre o encontro com o ministro e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, incluído em sua agenda oficial minutos antes de acontecer, o presidente Jair Bolsonaro brincou que tem que começar a “namorar” o magistrado desde agora, visando o seu período no comando da Corte.

— É o futuro presidente do Supremo. Tenho que começar a namorá-lo a partir de agora — disse Bolsonaro a jornalistas no Palácio do Planalto, dando risada.

Fux deve assumir um mandato de dois anos como presidente do STF, em setembro do ano que vem, no lugar do ministro Dias Toffoli. O ocupante do cargo é o quarto na linha de sucessão da Presidência da República.

Fux apareceu na agenda de Bolsonaro quando a Secretaria de Comunicação do Planalto divulgou uma versão atualizada, às 15h11. O encontro foi agendado para as 15h30, 19 minutos depois. O presidente concedeu uma entrevista coletiva improvisada nesse meio-tempo, depois de participar da cerimônia de troca da guarda presidencial.

À noite, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afirmou que Fux e Bolsonaro “trataram de temas atuais do país”. E acrescentou que, principalmente, o ministro fez um “convite pessoal” ao senhor presidente para o lançamento do seu livro, no próximo dia 12 de agosto.

O magistrado esteve ainda no Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência, para convidar o ministro Augusto Heleno e seu assessor especial, o general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante do Exército.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui