Governo decreta emergência e encaminha projeto para enfrentar coronavírus

0
444

Profissionais, bens e serviços podem ser contratados temporariamente, em breve

Foto: Amanda Perobelli / Reuters

UOL

O governo federal decretou, nesta terça (4), emergência sanitária em razão do surto de coronavírus no mundo. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enviou um projeto de lei, hoje, com as “medidas sanitárias para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus”.

O conteúdo do projeto não foi divulgado. Uma edição extra do Diário Oficial anunciou a mensagem do presidente sobre o tema e uma portaria do Ministério da Saúde.

Uma portaria do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), delega a coordenação do enfrentamento ao surto ao Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (Coe-ncov).

Esse centro poderá fazer a contratação temporária de profissionais, serviços e bens.

Com a emergência, o Braisl chega ao nível 3 de alerta em relação à doença. Mas essa medida não tem a ver com a gravidade da situação no país, mas com a necessidade de resgatar brasileiros na cidade de Wuhan, na China, principal foco do coravírus.

Até ontem, o país tinha 14 casos suspeitos, 13 casos descartados e nenhum confirmado.

O país enviará um avião para resgatar 40 brasileiros em Wuhan que têm interesse em voltar ao Brasil. Eles estão em isolamento porque toda a cidade está em quarentena.

Quando o avião chegar, eles serão reavaliados para saber se estão em condições de embarcarem na aeronave. Ao chegarem no Brasil, os brasileiros irão para um local e ficar em quarentena por 18 dias, segundo Mandetta.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui