Bolsonaro anda em comércio de Brasília; já Mandetta fala em prisão para quem descumprir quarentena

0
723

“Eu defendo que você trabalhe. Lógico, quem é de idade fica em casa. Às vezes, o remédio demais vira veneno”, disse o presidente

Foto: Reprodução / Facebook

Mais Agreste, com FolhaPress e UOL

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) saiu, na manhã deste domingo (29), do Palácio do Alvorada, em Brasília, para visitar pontos de comércio local e o Hospital das Forças Armadas (HFA). Por sua vez, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que vem seguindo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), afirmou que descumprimento da quarentena pode levar à prisão.

“O descumprimento das medidas previstas no art. 3º da Lei nº 13.979, de 2020, acarretará a responsabilização civil, administrativa e penal dos agentes infratores”, diz a portaria interministerial nº 5, expedida por Mandetta e ainda pelo ministros da Justiça, Sérgio Moro.

O comboio presidencial percorreu lojas da Asa Norte, do Sudoeste, conversando com funcionários e vendedores de farmácia, mercado e posto de combustível, e em Ceilândia, cidade satélite, onde conversou com um assador de churrasco em espetinhos e defendeu o funcionamento do comércio durante o isolamento social. “Eu defendo que você trabalhe. Lógico, quem é de idade fica em casa. Às vezes, o remédio demais vira veneno”, afirmou.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui