CONAR: Gusttavo Lima e Ambev sofrem representação ética por excesso de bebida alcóolicas em lives

0
360

O Conar afirma que o comportamento do cantor carece de mecanismo para o acesso a menores de idade

Foto: Reprodução / Live

Mais Agreste

O Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar) abriu, nesta quarta (14), uma representação ética contra o cantor Gusttavo Lima e a Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) por apresentarem o consumo excessivo de bebida alcoólica durante as transmissões ao vivo (lives) apresentadas pelo músico sertanejo nas últimas semanas.

De acordo o Conar, várias denúncias foram realizadas por internautas contra ao comportamento do cantor, que envolvem ainda uma falta de mecanismo para o acesso a menores de idade. Por outro lado, o estímulo além do limite pode levar ao consumo irresponsável do produto.

A representação adverte que as lives devem seguir “princípios fundamentais da comunicação comercial do segmento, com a divulgação responsável de bebidas alcoólicas e sem fragilizar os cuidado para que não seja difundida a crianças e adolescentes”.

As penas podem resultar na alteração da peça publicitária (transmissões ao vivo), como também em advertência aos responsáveis.

A partir de agora, Gusttavo Lima e a Ambev tem um prazo de 20 dias para apresentar defesa, caso assim desejem.

Com duração de sete horas e meia, a última live do cantor sertanejo aconteceu na noite do último sábado (11), obtendo 5,5 milhões de acessos simultâneos. Na ocasião, as bebidas consumidas pelo artista foram cerveja e tequila.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui