No Brasil, morte por coronavírus é 13 vezes maior que início da epidemia; médica pede quarentena máxima

0
975

Num período de 40 dias, os óbitos pela doença elevaram em mais de 1.300%

Foto: Sérgio Lima / Poder360

Igor da Nóbrega

O Brasil vive o auge da Covid-19, segundo médicos e especialistas que estão na linha de frente contra a doença. Dados do Ministério da Saúde revelam um preocupante aumento no número de mortes no país, que, atualmente, é 13 vezes maior que o início da epidemia.

De acordo com a médica pediatra Ana Escobar, consultora do programa Bem-Estar (TV Globo), num período de 40 dias, os óbitos pela doença elevaram em mais de 1.300%. “Essa semana e a próxima, é muito importante que todos fiquemos em casa. Por que? Porque nós estamos no pico da incidência do coronavírus. A gente levou 40 dias, no Brasil, para ter mil mortes. Depois, a gente levou mais sete dias para ter mais mil. Depois, a gente levou mais cinco dias para ter mais mil. E agora, a gente tá levando três dias para ter mil”, explicou a profissional de saúde.

De acordo com o último Boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na tarde desta segunda (28), o país apresenta 71.886 casos confirmados. O número de mortes chega a 5.017, enquanto os pacientes recuperados totalizam 32.544. A taxa de letalidade, por sua vez, é de 7%.

Confira, abaixo, o vídeo de alerta divulgado pela médica Ana Escobar:

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui