GRAVATÁ: Secretário de Saúde diz que ações de combate à COVID-19 começaram a ser discutidas antes do carnaval

0
360

A implementação do Comitê de Crise permitiu à Secretaria de Saúde direcionar as ações necessárias para tratar os pacientes infectados pela doença

Luiz Ribamar participou de uma transmissão ao vivo ao lado do prefeito Joaquim Neto, nas redes sociais da Prefeitura Municipal. (Foto: Reprodução / Live)

Igor da Nóbrega

Na noite desta segunda (6), o secretário de Saúde, Luiz Ribamar, disse que as ações de combate à COVID-19 na cidade de Gravatá, Agreste de Pernambuco, começaram a ser discutidas antes do carnaval. Ele participou de uma transmissão ao vivo (Live) ao lado do prefeito Joaquim Neto, nas redes sociais da Prefeitura Municipal.

“No dia 17 de fevereiro, o prefeito nos convoca solicitando que nós precisávamos iniciar a discussão sobre o coronavírus. Na época, nós realizamos um momento voltado à informação de toda a pandemia, que já estava acontecendo, desde novembro de 2019, até aquele mês. Ele me convocou e pediu para que eu citasse todas as coordenações, que eu fizesse um plano de trabalho, para que, no carnaval, nós deveríamos ter sensibilizado os profissionais de saúde”, afirmou o secretário.

Luiz explica sobre a importância da implementação do Comitê de Crise, que aconteceu no dia 16 de março. “Através dele, foi possível monitorar o fluxo dos casos suspeitos e confirmados na rede básica e de média complexidade. Nós passamos todo o treinamento e capacitação para nossos profissionais da Atenção Básica. Nós instituímos fluxos nas UBSs, voltados para o atendimento à pandemia”, explicou.

O secretário pontua sobre a instituição de setores destinados exclusivamente ao atendimento dos casos suspeitos e confirmados de COVID. “Implantamos nossa emergência com as síndromes respiratórios no Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa. Nós temos os leitos de enfermaria voltados para a doença”, enfatizou.

A contratação de profissionais para a rede de saúde municipal também foi uma das medidas realizadas pela Secretaria de Saúde. “Desde o início da pandemia, o prefeito Joaquim Neto, até a presença data, fez e vem fazendo contratações diante de toda a necessidade do município”, disse Luiz.

Outras ações também foram mencionadas pelo secretário, como a aquisição e manutenção de insumos e medicações para atendimentos aos pacientes; o aumento da frota de veículos, com ambulância exclusiva para casos da doença, além de duas motolâncias e três ambulâncias pequenas; a disponibilização de 30 leitos para os casos do novo coronavírus, que possuem sala de reanimação e raio-x portátil; e adoção de barreiras sanitárias educativas e preventivas.

“Cada vez mais, a gente precisa desse isolamento social, da higienização das mãos, cuidar e pensar mais nos nossos idosos, para que eles cheguem nas emergências no tempo hábil”, concluiu Luiz Ribamar.

A Live contou ainda com a participação da fisioterapeuta Emilia Barbosa, que representou a coordenação da Atenção Básica; do coordenador de Enfermagem, Vítor Verçosa; da coordenadora geral do Serviço de Atendimento Móvel em Urgência e Emergência (SAMU) de Gravatá, Jacqueline Augusta; do coordenador da Vigilância Sanitária, Dr. Carlos Romero; do coordenador da Vigilância Ambiental, o sanitarista Constantino Neto; e da coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Aline Lima.

Confira, abaixo, as ações adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde:

Posted by Prefeitura de Gravatá on Monday, 6 July 2020

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui