Fiocruz e dois hospitais devem criar protocolos sanitários para eleições, diz TSE

0
186

As medidas preventivas serão adotadas frente à pandemia da COVID-19

Foto: Roberto Jayme / ASCOM / TSE

Mais Agreste

A Fundação Oswald Cruz (Fiocruz) e os hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein participarão na elaboração de um protocolo de segurança para a realização das eleições municipais de novembro, afirmou, nesta segunda (13), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As medidas preventivas serão adotadas frente à pandemia da COVID-19.

Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, as instituições terão que avaliar todos os riscos de contágio durante o processo eleitoral, desenvolvendo procedimentos sanitários e ambientais que protejam a saúde dos eleitores e profissionais envolvidos.

Para tanto, Barroso explica que não serão gerados custos aos cofres públicos pelo serviço. Segundo ele, a iniciativa será uma ajuda “patriótica”, prestada “graciosamente”.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui