Com 14 novos casos, curva da Covid-19 ainda não baixou em Gravatá; população deve ficar alerta

0
182

A Secretaria de Saúde de Gravatá monitora o tratamento de 89 pessoas – 48 em rede hospitalar e 41 em isolamento domiciliar

O Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa conta com uma área de isolamento exclusiva para pacientes com sintomas de síndromes gripais ou síndromes respiratórias agudas graves. (Foto: SECOM)

Igor da Nóbrega

A curva do coronavírus ainda não baixou em Gravatá, no Agreste do Pernambuco. É o que revela o último Boletim Covid-19, divulgado na noite desta sexta (7), que registrou a ocorrência de 14 novos casos da doença em apenas 24 horas.

Uma das grandes preocupações dos órgãos públicos e profissionais de saúde diz respeito à reabertura do comércio gravataense. Mesmo que os protocolos de segurança sejam atendidos por comerciantes e empresários, sob pena de multa diária que varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil, a gestão municipal alerta que a população deve reforçar as medidas de prevenção – uso de máscaras, lavar as mãos frequentemente com água e sabão, uso de álcool em gel (70%) e distanciamento mínimo.

“As medidas de distanciamento social, etiqueta respiratória o com uso de máscara e higienização das mãos são de extrema importância para evitar a contaminação com o novo coronavírus, além do isolamento de casos suspeitos e confirmados conforme orientações médicas e realização de exame diagnóstico. Estas medidas devem ser utilizadas de forma integrada, a fim de controlar a transmissão da COVID-19 e permitir a retomada gradual das atividades e o retorno seguro do convívio social, explicou o secretário de Saúde, Luiz Ribamar.

O agravamento dos casos da doença influenciará negativamente na atividade comercial do município, como aconteceu anteriormente, ao mesmo tempo em que poderá provocar um colapso no Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa.

Atualmente, a Secretaria de Saúde de Gravatá monitora o tratamento de 89 pessoas – 48 em rede hospitalar e 41 em isolamento domiciliar. “A ampliação das testagens permitiu a identificação mais rápida dos casos confirmados da Covid-19, a com aplicação de medidas de isolamento e controle da transmissão. Com isso, mais pessoas estão sendo diagnósticas e tratadas oportunamente enviando assim novos casos da doença”, concluiu Luiz Ribamar.

Promotora de Justiça alerta sobre retorno do isolamento social rígido

No dia 11 de julho, alertou sobre os riscos do retorno do isolamento social rígido no município. “Se não houver contribuição de todos e os números de casos e mortes vierem a crescer muito, Gravatá pode regredir e voltar ao isolamento rígido, como tem acontecido em outras cidades”, disse durante uma Live nas redes sociais da prefeitura.

Município tem resultados positivos na recuperação dos pacientes

Em contrapartida, o serviço municipal de saúde vem obtendo bastante êxito na recuperação dos enfermos. Ainda nesta sexta, foram registrados 11 novos pacientes curados da Covid-19. Agora, Gravatá tem 330 recuperados.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui