Ausência de resultados clínicos leva OMS a não recomendar vacina russa

0
499

A OMS está em contato com o país para discutir procedimentos de pré-qualificação

Foto: Rhe Russian Direct Investiment FU / Reuters

Correio Notícias

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomendará a vacina russa contra a Covid-19, afirmou o diretor-assistente da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), Jarbas Barbosa da Silva Jr. O motivo seria porque a Rússia não apresentou os resultados de ensaios clínicos das fases 1, 2 e 3.

A ausência de informações do governo de Vladimir Putin sobre as técnicas usadas na produção da vacina tem colocado em xeque a eficácia do processo de imunização. A OMS está em contato com o país para discutir procedimentos de pré-qualificação.

“Uma vacina só pode ser aplicada em qualquer lugar do mundo depois que realizar os ensaios clínicos das fases 1, 2 e 3 e comprovar sua segurança e sua eficácia”, afirmou o diretor.

Após a conclusão dos ensaios, José Barbosa lembra que a mesma deve ser analisada pelas autoridades regulatórias dos países em que a vacina pretende ser comercializada. “Numa emergência de saúde pública há processos para uma uma avaliação mais rápida, mas apenas com a garantia de eficácia e segurança”, explicou.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui