Família de Miguel pede indenização de quase R$ 1 milhão à Sari Corte Real; criança morreu ao cair de prédio, no Recife

0
410

A primeira-dama de Tamandaré está sendo acusada pela família por abandono de incapaz e como responsável pela tragédia

Foto: Reprodução / Fantástico / Globo

Correio Notícias

A família de Miguel Otávio pediu, na Justiça, uma indenização de R$ 987 mil à Sari Gaspar Corte Real, por danos materiais e morais. A criança, que tinha cinco anos, morreu ao cair do 9º andar de um prédio de luxo no dia 2 de junho, no Recife. A patroa da mãe do menino está sendo acusada pela família por abandono de incapaz e como responsável pela tragédia.

O pedido de indenização está sendo feito pelo pai e pela mãe e avó da vítima. Na época, a primeira-dama do município de Tamandaré estava com a criança pouco antes do acidente fatal. Imagens de câmeras de segurança do prédio mostraram que Sara deixou Miguel sozinho num elevador.

O processo foi ajuizado na 3ª Vara Cível do Recife, através das advogadas Rafaela Carrilho e Daniela Bezerra. Segundo a mãe da criança, Mirtes Santana de Souza, há três processos judiciais contra Sari e contra o prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB).

A avó de Miguel, Marta Santana, também trabalhava com a filha na casa da família Corte Real.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui