Nordeste bate recorde de geração de energia eólica, diz Climatempo

0
154

Na faixa litorânea, os ventos podem alcançar os 60 km/h

Parque Aracati, no Ceará. (Foto: ABEEólica / Divulgação)

Correio Notícias, com Climatempo

O Nordeste bateu recorde em geração de energia eólica no segundo semestre deste ano. A informação foi divulgada pelo site de Meteorologia Climatempo, na noite desta terça (8), a partir de um monitoramento realizado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

De acordo com o site, a época de ventos mais fortes na região acontece entre os meses de julho e setembro, momento em que a velocidade pode alcançar até 60 km/h na faixa litorânea, devido aos chamados ventos alísios. Já a média é de 40 km no interior.

No dia 22 de agosto, os sistemas do ONS registraram um pico de geração de energia, que chegou a 10.169 MW e um fator de capacidade de 81%. O montante é suficiente para abastecer, apenas naquele minuto, 97% da demanda de toda a região Nordeste, o que equivale a mais de 18 milhões de domicílios. O recorde anterior era de 10.121 MW, registrado no dia 20 de junho de 2020. Historicamente, agosto costuma ser um mês de ventos fortes.

Os meteorologistas da Climatempo explicam que, no segundo semestre do ano, as chuvas diminuem na maior parte do Nordeste e o nível de água dos reservatórios cai naturalmente, diminuindo a oferta de água para a produção de energia hidrelétrica. Contudo, é justamente neste período que os ventos estão mais intensos, compensando os consumidores com a energia eólica em plena potência.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui