No Twitter, Bolsonaro descarta programa Renda Brasil até 2022; Bolsa Família permanece

0
135

Bolsonaro apareceu irritado e afirmou que jamais tiraria dinheiro dos pobres

Foto: Twitter / Reprodução

Elizabeth Barbosa*

O presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo, nesta terça (15), no Twitter, falando sobre a desistência do programa Renda Brasil, que substituiria o Bolsa Família. Nele, Bolsonaro aparece irritado e menciona que jamais tiraria dinheiro dos pobres.

“Acordei hoje surpreendido com manchetes em todos os jornais. O Globo: “Por Renda Brasil, governo quer congelar aposentadorias”. Estado de S. Paulo: “A economia propõe congelar aposentadoria para criar Renda Brasil”. Folha de S. Paulo: “Governo quer cortar R$ 10 bilhões em auxílio para idosos e pobres com deficiência”. Correio Braziliense: “Em prol do Renda Brasil, governo estuda suspender reajuste dos aposentados”. Eu já disse há poucas semanas que jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar para os paupérrimos”, declarou.

O chefe do Executivo ressalta ainda que jamais vai reduzir o auxílio para idosos ou pessoas com deficiência. Segundo ele, quem concorda com esta medida, não tem coração. “É gente que não tem o mínimo de coração, o mínimo de entendimento de como vivem os aposentados no Brasil. Vou dizer a todos vocês, de onde veio, pode ser que alguém da Economia tenha falado sobre essas coisas, pode ser, mas por parte de governo, jamais vamos congelar salário de aposentados bem como jamais vamos fazer com que auxílio para idoso e pobre com deficiência seja reduzido para qualquer coisa que seja”, ressaltou.

No final do vídeo, Jair afirma que está proibido falar em Renda Brasil no governo, até o ano de 2022. O Bolsa Família será mantido

Renda Brasil

O programa Renda Brasil fazia parte do pacote Pró-Brasil, proposta criada pela atual equipe do Ministério da Economia, dirigida por Paulo Guedes. Para que o programa funcionasse, a proposta era cancelar outros benefícios ofertados a população, como a Farmácia Popular e o abono salarial.

No último dia 26, Bolsonaro tornou público um descontentamento com a equipe econômica, tendo já vetado a proposta do Renda Brasil.

*Estagiária supervisionada por Igor da Nóbrega

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui