Em Paudalho, cavalo é jogado de ponte e Polícia Civil abre inquérito para investigar crime

0
282

O crime teria acontecido pelo fato do animal não ter aguentado percorrer todo o percurso da Romaria de São Severino dos Ramos, apontam informações locais

Foto: Reprodução / Vídeo

Correio Notícias

Um cavalo foi arremessado de uma ponte no município Paudalho, na Zona da Mata de Pernambuco. O crime, que aconteceu no último domingo (6), está sendo investigado pela Polícia Civil local, que abriu um inquérito para chegar até o(s) autor(es) responsáveis pela crueldade contra o animal.

De acordo com informações locais, o quadrúpede foi jogado no rio por não ter aguentado percorrer todo o percurso da Romaria de São Severino dos Ramos, evento religioso realizado anualmente na cidade. No vídeo, é possível ver que o cavalo teve morte instantânea.

O crime foi acompanhado por várias pessoas, que não fizeram nada para tentar impedir a ação.

Nas redes sociais, a Secretaria de Comunicação de Paudalho emitiu uma nota lamentando o ocorrido.

De acordo com o artigo 32 da Lei Nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: pena – detenção, de três meses a um ano, e multa. § 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos. § 1º- A Quando se tratar de cão ou gato, a pena para as condutas descritas no caput deste artigo será de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda. (Incluído pela Lei nº 14.064, de 2020) § 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal”.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui