Há um ano, governo do ex-prefeito Joaquim Neto (PSDB) criava barreiras sanitárias em Gravatá

0
205

Foto: Fernando da Hora / SECOM

Igor da Nóbrega

Há quase um ano, a Prefeitura Municipal de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, criava barreiras sanitárias preventivas e educativas contra a Covid-19. A iniciativa tinha como principal objetivo orientar os milhares veículos que ingressavam no município por conta do feriado da Semana Santa.

“Criamos as barreiras sanitárias prevendo o fluxo intenso de pessoas na nossa cidade e prezando pela saúde e segurança da população. Hoje, o país continua no combate ao vírus e ainda temos que nos protegendo de todas formas. A Semana Santa sempre atrai muitas pessoas para o município, se resguarde, evite aglomerações e continue com os cuidados necessários para evitar o contágio”, disse o ex-prefeito Joaquim Neto (PSDB), nas redes sociais.

Imagem: Facebook / Joaquim Neto / Reprodução

Na ocasião, os agentes de saúde verificavam a temperatura dos ocupantes dos veículos, para que pudesse ser identificado qualquer possível caso do novo coronavírus. Por outro lado, os carros, as motos e os automotores em geral passavam por um processo de desinfecção, antes de ingressarem no município.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui