Em reunião com prefeito, empresários pedem flexibilização no horário de funcionamento da gastronomia de Gravatá

0
188

O procurador municipal, Marllon Lima, afirma que o município apenas vai ao encontro da decisão do Governo Estadual

Foto: Anderson Souza / SECOM

Correio Notícias, com SECOM

O prefeito Joselito Gomes (PSB) se reuniu, nesta terça (13), com representantes do segmentos gastronômicos do município de Gravatá, no Agreste de Pernambuco. Na ocasião, os empresários pediram ao gestor a flexibilização do decreto e, consequentemente, a ampliação no horário de funcionamento dos estabelecimentos, principalmente nos finais de semana.

“Nossa reivindicação é a flexibilização do horário para às 22h. Foi explicado, da parte jurídica, que não é uma decisão do município e sim do governo estadual. Então, não nos resta outra coisa a não ser aguardar, para que se torne um pouco flexível mediante o governo e agradecer a todos que favoreceram esse nosso encontro, junto ao prefeito e todos os órgão que poderiam nos explicar tudo isso”, destacou o empresário Aldo Silva.

O procurador municipal, Marllon Lima, explica o que pode ser feito no atual momento. “A reunião teve o intuito de informar os donos dos restaurantes e bares as medidas que a prefeitura vem tomando no sentido de tentar amenizar a situação que eles estão enfrentando. Existe um decreto estadual que tem que ser seguido. O prefeito padre Joselito, anteriormente ao próprio decreto, já tinha enviado uma solicitação à procuradoria sobre a possibilidade de estender o horário. Infelizmente, isso não é possível diante do cenário da pandemia, mas a prefeitura, mais uma vez, se coloca através do diálogo e à disposição de toda população de Gravatá”, explicou.

O encontro contou com a presença do secretário de Governo, Júnior de Paulo; do secretário de Desenvolvimento Econômico, João Paulo; do procurador municipal, Marllon Lima; dos secretários de Saúde, Dr. Edson Gomes, e Executivo da pasta, Frailan Mota; do secretário de Segurança e Defesa Civil, Gilmar Oliveira; do comandante da Guarda, André Paiva; e dos donos de bares e restaurantes Aldo Silva, José Wilton (Mozinho) e Giselly Felix.

Deixar um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui